sexta-feira, 18 de julho de 2008

Paciência (Arnaldo Jabor)
Ah! Se vendessem paciência nas farmácias e supermercados, muita gente iria gastar boa parte do salário nessa mercadoria tão rara hoje em dia. Por muito pouco a madame que parece uma lady solta palavrões e berros que lembram as antigas trabalhadoras do cais. E o bem comportado executivo? O cavalheiro se transforma numa besta selvagem no trânsito que ele mesmo ajuda a tumultuar. Os filhos atrapalham, os idosos incomodam, a voz da vizinha é um tormento, o jeito do chefe é demais para sua cabeça, a esposa virou uma chata, o marido uma mala sem alça. Aquela velha amiga uma alça sem mala, o emprego uma tortura, a escola uma chatice. O cinema se arrasta, o teatro nem pensar, até o passeio virou novela. Outro dia, vi um jovem reclamando que o banco dele pela internet estava demorando a dar o saldo, eu me lembrei da fila dos bancos e balancei a cabeça, inconformado. Vi uma moça abrindo um e-mail com um texto maravilhoso e ela deletou sem sequer ler o título, dizendo que era longo demais. Pobres de nós, meninos e meninas sem paciência, sem tempo para a vida, sem tempo para Deus. A paciência está em falta no mercado, e pelo jeito, a paciência sintética dos calmantes está cada vez mais em alta. Pergunte para alguém, que você saiba que é ansioso demais onde ele quer chegar? Qual é a finalidade de sua vida? Surpreenda-se com a falta de metas, com o vago de sua resposta. E você? Onde você quer chegar? Está correndo tanto para quê? Por quem? Seu coração vai agüentar? Se você morrer hoje o mundo vai parar? A empresa que você trabalha vai acabar? As pessoas que você ama vão parar? Será que você conseguiu ler até aqui? Respire, acalme-se... O mundo está apenas na sua primeira volta e, com certeza, no final do dia vai completar o seu giro ao redor do sol, com ou sem a sua paciência. Não somos seres humanos passando por uma experiência espiritual, somos seres espirituais passando por uma experiência humana.
P.S: preciso ler este texto do Arnaldo Jabor 3x ao dia.

5 comentários:

Teacher disse...

Desculpem-me o perfeccionismo e a falta de paciência mas, ao fim de um dia o mundo não completa seu giro ao redor do Sol quando está em sua primeira volta. Isso só seria possível no dia 31 de dezembro e aí não seria a primeira volta...Jabor não entende nada de Astronomia.

Terapia disse...

Boa! Obrigada pela aula, professor ;-)

Anônimo disse...

me agrada demais perceber os ganhos paralelos que obtemos das situações que nos impõe a vida. VIDA que inclui a minha e a dos outros que me cercam.

nestes dias, desde o primeiro exame até hj, eu não apenas conhecí mais de tí Twin, mas tbem mais sobre mim. O amadurecimento vem pronto pra quem olha a vida pelos olhos dos outros as vezes, e aprende a se colocar nos sapatos de quem sofre, pra então voltar o olhar pra sua prórpia vidinha e deixar as fichas cairem.

Tô falando isso inclusive influenciado pelo Jabor do post anterior....

(não vou reescrever, mas agora pensando em calçar teus sapatos com meus pequenos pés 43....rsrsrsrs)

enrolation à parte, tô felizaço com o desfecho desta pequena cruzada.
beijoca TwTw amada....

TW

Terapia disse...

Twin, estamos quase finalizando essa empreitada. Falta pouco. Obrigada por estar "do meu lado" mesmo à distância. Com certeza hoje eu percebo a minha vida de outra forma. Uma beijoca e saudades.

Paulo Roberto Gaefke disse...

O texto não é do Jabor, é do Paulo Roberto Gaefke do meu anjo em www.meuanjo.com.br