sábado, 31 de dezembro de 2011

O ano terminouuuu!!!
O ano terminou e eu não consegui postar tudo que eu gostaria aqui. Fui ao Varekai do Circo de Soleil, que foi fantástico! Fui ao show do Roberto Carlos no Maracananzinho, que foi bem bacana! Pena que ele estava gripadíssimo e ficou usando máscara de oxigênio entre uma música e outra. Pensando no ano que passou, eu vejo que foi um ano duro, de plantio, de construção, de conquistar mais espaço dentro da família, no trabalho, no casamento. Que 2012 então seja um ano de colheita, de realizações, de alegrias e muito mais paz do que o ano que passou. É isso.


Férias!
Entrei de férias na sexta-feira, e ficarei 15 dias de pernas para o ar. Muitos desses serão em São Miguel dos Milagres, que poucos conhecem, e é por isso que eu vou para lá he he he. A foto acima já explica a minha escolha. Quero sossego, mar bonito, rede e água fresca. Beijos navegantes, até a volta!

domingo, 25 de dezembro de 2011

Natal: momento de confraternização?

''O verbo confraternizar significa reunir-se com quem vivemos a fraternidade, ou melhor, unir-se por amizade intima, fraterna. Porém, o óbvio nem sempre é percebido.Na verdade, a confraternização presume sempre um caminho anterior. Ninguém se confraterniza com pessoas com as quais não se tenha identidade, amizade ou relação íntima. Para existir a confraternização é necessário a vivência anterior de uma relação fraterna, de uma caminhada em comum união. A fraternidade se expressa na alegria mútua de comer e beber juntos.''
 
 
Eu adoro o Natal, o clima de amizades, boas vibrações dos amigos, enfeites coloridos, as luzes, a cidade toda enfeitada, a busca por presentes legais e tals... O que sempre me preocupa é na hora de juntar a família toda, as tias bem mais velhas, sogra, sobrinhos, primos que você quase não encontra, piadas pra alfinetar, um dando palpite na vida do outro. E na hora do amigo oculto (ontem foi do estilo rouba presente) foi um festival de falta de educação, digno de qualquer festa pagã, Natal não. As pessoas passam o mês de dezembro mandando aquele monte de mensagens pra tocar o coração de quem recebe, mas na hora da delicadeza do dia-a-dia esquecem, falam demais, são indelicadas, falam mal do presente que você escolheu com carinho, ou não falam nada e ficam de cara emburrada. Enfim, muita gente junta não dá certo. Já estou pensando em, nos próximos anos, iniciar minhas férias antes do Natal e passar a data viajando, sem esses encontros familiares que deveriam ser legais, mas que entra ano e sai ano, tem se tornado um grande programa de índio.  Hoje tem almoço de Natal com outra parte da família, vamos ver no que vai dar. Beijos navegantes.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

O Natal tá chegando e já fiz meu pedido ao Papai Noel: Paz. Por dentro e por fora.
Eêee finalzinho de ano tumultuado, viu ... Ah, um buraco ACME também pode vir no kit natalino.

domingo, 11 de dezembro de 2011

Eu me rendi ao facebook e ando dando mais atenção lá do que aqui. Sorry, meus poucos leitores. Ontem foi dia de cozinheira e, junto com uma amiga do trabalho, fizemos uma moqueca capixaba de badejo com camarão e pirão deliciosos. Eu fico emocionada quando entro no Mercado de Peixe São Pedro, em Niterói. Tanto peixe fresco, coisa tão rara nos restaurantes. Até mesmo em Búzios, onde passei 3 dias a trabalho, na última semana, só consegui comer peixe fresco uma única vez. O congelado é sempre a regra. Então foi isso, moqueca bacana, muitas cervejitas enquanto eu cozinhava e ... eu acordei numa ressaca hoje! Faltam 3 semanas para entrar de férias, não vejo a hora! No próximo post eu conto do destino ensolarado. Beijos e boa semana.

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

O fim de semana chegou!


quinta-feira, 24 de novembro de 2011


Imperdível! O Marcos Veras está sensacional. Aproveitem a temporada do Teatro Para Todos, a precinhos camaradas. A comédia Não Olhe Pra Baixo, Você Vai Querer Pular fala de temas como solidão, pressão para estar nos padrões sociais, a falta de comunicação nos relacionamentos, frustração e depressão. Os temas são impactantes, mas suavizados pelo humor. Em cena, dois personagens fracos e covardes (um boy e uma secretária) que odeiam seus chefes e falam mal deles por toda a peça. Os personagens são interpretados por Marcos Veras e Júlia Rabello. No Teatro Leblon, sala Tônia Carrero, todas as terças e quartas.

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Ontem participei do último Teacher & Dinner da Chef Roberta Sudbrack. Aprendemos a fazer pratos incríveis: Ovo mollet com chicória frisée, Tagliatelle fresco al limone, Arroz de cordeiro com lentilhas, Costelinha de porco assada com tomate e sálvia, acompanhada de batatinhas assadas no sal grosso e, de sobremesa, mil folhas de morango e limão siciliano. Foram 7 horas de curso e mão na massa. Cheguei em casa arrasada de cansada, mas feliz porque jantamos tudo no final. O curso começa no final da tarde e entra noite adentro, para dar tempo de fazer tudo. Valeu muito!


Para comemorar meu aniversário de 29 anos, pela nona vez, contratei uma empresa de rodízio de pizza no final de semana e convidei uns amigos para a comilança. A festa foi ótima, muitos vieram, rimos, bebemos, comemos uma pizza divina. Super valeu a pena.

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Eu estava fazendo de conta que o inferno astral não existe, ou que é fruto da imaginação e, portanto, não iria me afetar neste ano. Não sabia bem se eram 30 dias corridos ou 30 dias úteis antes do aniversário, mas ele chegou mesmo na última semana, com força total, jogando na minha cara que ele existe sim! Eu poderia desfilar toda a lista de acontecimentos desagradáveis dos últimos dias, mas isso aqui não é um muro das lamentações. Dos últimos dias ficaram algumas frases: 1) Respeito vem antes do parentesco (não podemos aceitar que as relações familiares tenham um custo tão alto na nossa vida, tudo tem limite, tudo mesmo!), 2) Chefe bom é aquele que acredita e defende a equipe que tem; 3) Nada é para sempre , no mesmo formato.  Mas como "não há bem que sempre dure, nem mal que nunca que se acabe", algumas coisas legais também aconteceram na última semana.


No feriado passado, conhecemos o Restaurante  Tantra, em Niterói. Comida gostosa, ambiente impecável e com a vista linda! A novidade é que você pode escolher entre diversos ingredientes, colocar num potinho e entregar ao chapeiro, que vai grelhando o que você escolheu na sua frente. Muitos temperos contribuem para o sabor maravilhoso dos pratos. Para os menos criativos, também há o tradicional a la carte.



Comédia em Pé é um espetáculo de humor despojado, que reúne um bando de sujeitos engraçados, e com cara de pau suficiente para se apresentar sem o apoio de maquiagem, figurino, luz ou atores coadjuvantes. É de chorar de rir. Adoro gente doida. Vale a pena. Fomos no Teatro da AMF, mas eles estão, também, no Shopping da Gávea.


Show do Pearl Jam, que rolou ontem (domingo), na Apoteose. Foram duas horas e meia de música. Como marido não gostou muito, acabamos indo embora no meio do primeiro bis. Ficamos na pista vip, mas acho que pra quem é baixinha (meu caso), a melhor visão era da arquibancada. Ainda assim super valeu a pena.
Antes do show, meu irmão mais novo me perguntou se Pearl Jam era uma dupla. Maldito chicleteiro! He he he.

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Que eu sou boa de boca, não é novidade. Eu aprecio a alta e baixa gastronomia. E uma das coisas mais legais de se morar no Rio é a infinidade de restaurantes de todos os tipos. Volta e meia vou com meus colegas de trabalho almoçar no Centro. Hoje, a região escolhida foi o Beco das Sardinhas. A rua é fechada para carros, várias mesas de plástico ficam embaixo de toldos que pertecem aos quatro bares que competem entre si, vendendo a sardinha frita.


O nosso escolhido foi o Rei dos Frangos Marítimos (como é conhecida a sardinha). Além da sardinha frita e sequinha, que pode ser degustada com as mãos, acompanhada de limão e pimenta, tem um cardápio bem variado, com um filé de pescada divino.


Ontem foi dia de costela com agrião. O lugar escolhido foi o Restaurante Escondidinho, no Beco dos Barbeiros (segundo beco da semana!).  O restaurante, que existe alí desde 1947, serve uma costela estilo Flintstones, maravilhosa. Eu fui de agrião como acompanhamento. Mas tem quem prefira o aipim frito ou a farofa de tomate que é um sucesso. Beijos e ótimo final de semana!

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

 
Já usaram o pictriev? Você escolhe uma foto sua e envia. O programa localiza algum famoso que seja parecido com a foto enviada. Ele me achou parecida com esta foto da Eva Amurri. Se você gostou, clique aqui e brinque um pouco com o programa.

sábado, 15 de outubro de 2011

Sexta é dia de blues, bebê!
Na primeira edição do Festival de Jazz e Blues de Petrópolis, no Palácio de Cristal. O Palácio iluminado ficou lindo, à noite. A proposta é muito boa, mas toda primeira edição é cheia de possibilidades de melhoria. Petrópolis amanheceu com uma chuva gostosa e uma neblina caótica que não deixava ver nada. Bom fim de semana!

domingo, 9 de outubro de 2011

Eric Clapton no Rio - HSBC Arena: o show foi muito bom! Até a banda de abertura valeu a pena. Clapton não negou as raízes e foi de uma pontualidade britânica, com um set list conhecido (foi o mesmo do show de Porto Alegre), sem muita conversa (aliás, nenhuma conversa, somente um ''obrigado'' vez ou outra). Duas horas de música de boa qualidade.

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Comecei a aprimorar minha curiosidade culinária. Ontem, fiz um curso de Mignon e Batatinha Gratin no Atelier Gourmet, na Lagoa. A professora é divertida e muito didática. E o melhor, depois de aprender as gostosuras, você experimenta pra ter certeza que ficou bom! Com o mignon aprendi a fazer rosbife e escalopinhos com molho de limão siciliano. Bom demais. Pra quem gosta de cozinhar pra receber os amigos, recomendo. Já to de olho nos próximos cursos do Atelier. Além disso, estou inscrita no curso  Teacher & Dinner da Roberta Sudbrack, que era pra ter acontecido semana passada, mas precisou ser adiado. Vai ser o máximo! Beijos e bom final de semana.

domingo, 25 de setembro de 2011

 Diário de Bordo -  parte 1:Paris, cheia de sensações

Foi minha segunda vez na cidade, mas posso considerar que só agora conheci Paris de verdade. A primeira ida foi com meu irmão, em 1997, quando passamos apenas um final de semana. Passar só dois dias em Paris é uma falta de respeito com a cidade. Vá e fique sete, nove dias (como eu fiz agora), duas semanas e você sempre terá o que fazer.
-
Foram dias de muita diversão. Andanças na Champs Elysées, uma subidinha pelas escadarias do Arco do Triunfo, um por do sol divino no Jardin des Tuileries, uma voltinha no Louvre (passar uma tarde dentro desse museu lindo e enooorme, é só uma voltinha mesmo), uma visão da Torre Eiffel, esparramada nos jardins em frente à torre. Acredite, isso tudo é muito bom, mas o óbvio turístico é muito menos do que a cidade pode oferecer de bacana. Por isso tem que ir com tempo, pra andar sem pressa, e curtir cada pedacinho.
-
Usamos o guia Gallimard, que foi traduzido pela Publifolha. Excelente. Testei vários restaurantes indicados, e as indicações não são em locais óbvios e não ficam em áreas turísticas. Você precisa ter a curiosidade para andar, se afastar e achar o lugar indicado. Ficamos perdidos por algum tempo até encontrar o restaurante Olio, Pane e Vino, que fica na rua Coquillière. Fomos muitíssimo bem atendidos. O menu é reduzido a poucos pratos por dia, tudo muito gostoso.

Aliás, meu foco foi gastronômico nesta viagem. Comprei muitos azeites (aromatizados, trufados), vinhos, pimenta do reino, flor de sal, patês, enfim, uma festa de sabores. Para comprar tudo isso, uma ótima indicação é a linda loja Fauchon, na Place de La Madeleine. Sem contar nos macarrons, que não podiam ser trazidos para casa, porque a textura de um macarron fresco é o segredo deste doce tão gostoso. Super recomendo a Doceria Angelina, na Rua de Rivoli e a Maison du Chocolat.
-
A única ressalva que faço ao guia utilizado é que, no verão, alguns restaurantes indicados fecham, exatamente por não estarem em uma região turística. Não sabíamos disso e demos com a cara na porta do Le Relais de L’Entrecote, super tradicional que oferece apenas um prato.

O marido se esbaldou nas lojas de instrumentos musicais, no bairro de Pigalle, nos arredores do hotel. Por falar em localização, nossa grande surpresa foi com a localização do nosso hotel Íbis, em Montmartre. A parte alta do bairro é no estilo do bairro de Santa Tereza, aqui no Rio. Muito boêmio, muito charmoso, tem bondinho, muito fofo.
 -
Amei o bairro judeu, Marais. Muitas galerias de arte, parques, lojas bacanas e muiiitos restaurantes. Segui as dicas da Alessandra Blanco, que escreve pro Comidinhas, e fomos atrás do melhor fallafel do Marais. Pra quem não sabe, falafel é um bolinho de grão de bico frito, consumido no pão árabe, com homus e tahine, acompanhado de salada.  Se é o melhor eu não sei, porque não comi outros, mas a indicação foi deliciosa. O L’as du Fallafel, na rua dês Rosiers, é bem concorrido. Existe uma fila no balcão que atende a rua, mas também é possível comer sentado dentro do restaurante.
-
Também destaco o Quartier Latin. Encontramos um amigo brasileiro, que toca piano e está morando em Paris, que nos levou para comer crepe. Gostamos tanto do bairro que voltamos no dia seguinte, para jantar. Estou viciada em pato, mas do jeito que os franceses fazem, macio, desmanchando na boca. Comi confit de canard duas vezes, em restaurante bacana e em boteco e todos foram ótimos.
-
Para a hora de fazer aquelas comprinhas, tão sagradas no universo feminino, nada enche mais os olhos em Paris que a Galeria Lafayette. No meio de tanta grife bacana, tem sempre aquela super promo que não foge aos olhos femininos. Comprei vestidos, jaqueta, maquiagem, ameiii!!! Ok, também fiz minha fezinha na cidade luz e percorri algumas igrejas obrigatórias: Notre Dame, Sacre Coeur, igreja de Montmartre, Capela da Medalha Milagrosa (essa é afastada, na rua du Bac, mas vale a pena).
-
Valeu a pena ter aprendido um mínimo de francês antes de ir. Fica muito mais fácil se aproximar e a boa vontade aumenta, na hora de receber alguma informação. O metrô ainda é a melhor forma de se locomover na cidade, existem muitas linhas que atendem toda a cidade, mas o cheiro que rola nos vagões continua muito ruim. Desodorante não é um artigo muito utilizado pelos franceses e, pelo jeito, o banho continua não sendo uma prática corriqueira, mesmo no verão. Mas, isso não tira todo o encantamento que essa cidade proporciona. Quero voltar muitas e muitas vezes.

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Etc e tal

Meus queridos e poucos leitores, eu não abandonei o blog, é só uma super preguiça de postar, potencializada pelo desânimo da última semana que passei sem carro, por causa de um rato, que roeu a correia do alternador e a fábrica demorou uma semana pra mandar a peça. Estamos tentando descobrir até agora se o rato era niteroiense ou tijucano. As eternas idas e vindas de taxi+barca+taxi, para chegar ao trabalho e em casa, me deixaram sem forças para postar. Agora que toda a logística voltou ao normal, as coisas estão mais tranquilas.

Hoje fui a um nutrólogo bater um papo sobre alimentação, metabolismo e tal. O Dr. é uma figura engraçada, que transforma o conhecimento científico em um discurso lúdico para que o paciente entenda o quanto ele está ferrado. De uma coisa eu tenho certeza, chegando no peso que ele disse que eu deveria ter, certamente terei que vender um rim e um pulmão, porque não vai caber tudo que eu já tenho, em um corpo tão fino. Depois que eu cheguei em casa e li as  recomendações, entendi qual é a solução do problema. Algumas restrições são compensadas com doses de vodka e whisky que estão liberados. Ou seja, bebendo a gente esquece de comer e dorme. Olha que maravilha!

Depois da consulta, resolvi que eu merecia um sapato novo e uma ida ao restaurante japonês, pra fechar bem a noite. Fiquei surpresa e triste ao saber que o meu restaurante japa preferido no Rio, o Yuuki (em Ipanema), fechou as portas na semana passada. Aliás, desde criança eu sofro por essas perdas gastronômicas. As coisas que eu gosto de comer, param de fabricar, os restaurantes fecham, etc. Foi assim com o waffle de queijo, que só eu gostava, e do biscoito recheado de doce de leite da São Luiz.

Quanto ao sapato novo, deu tudo certo. Durante a compra eu percebi que o melhor de comprar um novo sapato é que vc irá usá-lo por muito tempo, independente do seu peso, porque o número do seu pé não muda.

Já que não falei nada que preste, vou parar por aqui. Beijos e boa semana.

quinta-feira, 1 de setembro de 2011



Estou de volta! Ahhh, que pena. Foram 15 dias de andanças por Paris e Londres, muita cerveja, muito vinho, muita comida interessante, novos sabores, novos olhares, arte, música, natureza, tudo ao mesmo tempo. Eu adorooo viajar. Trouxe anotações de viagem. Vou postando com calma. Ainda estou me acostumando com o fuso de 5 horas de diferença. Estou nos últimos dias de férias. Dolce far niente. Beijos e vamos com calma, que ainda to pegando no tranco.

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Amigos, não voltarei para o Brasil. Já arrumei um estágio como dançarina de cancan no Moulin Rouge. A vida em Paris é muito mais legal.

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Estou de férias a partir de hoje! Viva!!!
Vou me jogar numa viagem e volto em 15 dias. 
Prometo diário de bordo. Au revoir!

Confesso que fui assistir a Odete Roitman conversando com o  Horácio Cortês. mas esqueci disso nos primeiros minutos da peça. Eles estão fantásticos! Vale a pena! A peça  Conversando com Mamãe aborda os conflitos da relação de uma mulher de 82 anos e seu filho de 50. Atualmente no Teatro Abel, em Niterói, em curtíssima temporada.

domingo, 14 de agosto de 2011

Pai, hoje é o seu dia. Acabei de te dizer isso por telefone, mas vou repetir por aqui: que saudade eu sinto de você! Apesar de toda a distância, apesar dos compromissos diversos da vida, de não ter tanta disponibilidade depois que formei minha nova família (escolhas envolvem alguma renúncia, pai, mas trazem também outras alegrias), da rotina diária do trabalho que massacra, apesar de tudo que acaba fazendo com que nos encontremos pouco, saiba que você me faz muita falta. Sinto falta do seu olhar acolhedor, desse jeito de não saber conversar ao telefone (jeito que eu herdei). Pai, apesar de todas as nossas diferenças (religiosas, de visão de mundo, etc.), você é, para mim, uma referência de conduta ética, de honestidade, seriedade e competência. Competência de tocar uma vida profissional com tantos bons exemplos, competência de ser um pai presente, mesmo na época que você trabalhava  tanto.  Competência de ter uma coerência de discurso e prática, que eu não tenho. Hoje eu vejo que a sua forma de controlar os meus passos, na minha adolescência, eram na verdade amor extremo e proteção. Hoje eu percebo que essa sua mania (quase irritante) de  me orientar sempre, mesmo quando eu não te peço, que parece muitas vezes invasão de privacidade, é só excesso de amor.  E ninguém pode ser acusado de amar tanto uma filha, pai. Eu sei que, em algumas situações, só a gente se entende. Esse código, de pai e filha, talvez só entenda que já passou por isso.  A gente vai continuar dando umas cabeçadas nesta vida, pai. Mas,  eu vou continuar te amando, porque amor é isso, pai: apesar das diferenças, a gente  aceita que o outro não vai mudar só para nos agradar e, ainda assim,  mantém a admiração e sente saudades um do outro. Beijos da sua filha preferida!

sexta-feira, 12 de agosto de 2011


video

Criança vê, criança faz. Ensinando pelo exemplo.

quinta-feira, 11 de agosto de 2011


Ahhh voltei, depois de um frio maravilhoso, palestras ótimas, coffes engordativos e uma fugida para ir ao Mercado Central de Porto Alegre, para comprar vinho com minha colega (doida) de trabalho. Gente, eu adoro um mercado municipal, cheio de azeites, bacalhau, todas as partes do porco penduradas, vinhos, artesanatos, muitos temperos cheirosos e todos os tipos de quinquilharias. Depois de 3 dias em outro ritmo, o dia de trabalho foi quente (em todos os sentidos). Nada como um dia estressante antes de entrar de férias. Falta 1 dia!!!

domingo, 7 de agosto de 2011


Vou atrás do frio. Estou indo para um fórum em Porto Alegre, feliz com o frio que me espera. Mala cheia de casacos, cachecol, lenços, botas. Falta 01 semana para o início das férias. Já estou no clima. Adoro muito tudo isso!

terça-feira, 26 de julho de 2011

Viciada.com
Eu já estava surtando por não ter encontrado ainda meu ''espaço japa'' em Niterói. O Gendai é muito bom, mas duas coisas estavam me incomodando: o preço abusivo (80 reais o rodízio), ou seja, com uma cervejinha e 10% a conta já começava com 100 reais por pessoa. Não dá pra comer 2x por semana, como eu gosto. Segundo, o Gendai deixou de usar salmão e optou por uma truta salmonada, que não é a mesma coisa. Enfim, eu estava me sentindo órfã de restaurante japonês. Os outros que eu testei nem merecem menção.  Daí que, ontem, resolvemos experimentar um novo, que abriu em Icaraí. Amamos! Vale a dica: Mochi Mochi Sushi e Bento. A entradinha de ceviche de peixe branco e camarão no chips de batata baroa é imperdível! Os Bentos são  super gostosinhos, você escolhe a combinação por R$ 24 reais. Uma bagatela. Se quiser trocar algo, paga R$ 26. Preço justo e qualidade garantida.

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Procura-se um patrocinador
Preciso arrumar um patrocinador para todos os eventos e shows que pretendo ir até o final do ano. Eric Clapton, Pearl Jam, Cirque du Soleil, eu vou. Já declinei do White Snake e Rock in Rio.

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Recomendo! Devorei em uma tarde de domingo. Se quiser ler, a autora disponibilizou o link aqui.

domingo, 17 de julho de 2011

Faltam 25 dias para minhas férias!!!
Contagem regressiva.
Há 3 anos eu planejo começar a estudar francês, mas acabava deixando pra depois. Combinei com ela, inicialmente. Ela foi e eu não. Semana passada eu tomei coragem e resolvi começar. Pela disponibilidade da professora, tenho duas aulas seguidas na hora do almoço de sexta. Tanta informação ao mesmo tempo, que um pouco antes do final da aula, a professora avisou que era melhor parar senão eu teria um aneurisma, ha ha ha.
Os dias frios, que eu adoro, foram embora. Que pena ...
Avisem ao frio que estamos no inverno.

sexta-feira, 8 de julho de 2011

 Vai ser do jeito que eu gosto.
Queria entender o que leva um comerciante a montar uma barraquinha de doces (daqueles mais terríveis e deliciosos: brigadeiro, cajuzinho, etc.) na porta de uma academia  de ginástica. Depois de ficar uma hora na esteira o sujeito me oferece doces quando eu to indo embora. Francamente ...

terça-feira, 28 de junho de 2011

Estou cada vez mais assustada com esses sites de compra coletiva. Quando eu vi que não conseguia utilizar todos os cupons que eu comprava, desacelerei e parei de comprar. Mas, de vez em quando, dou uma olhadinha. Acabei de ver um site vendendo uma ''surpresa'' por 36 reais. A pessoa só saberá o que  comprou, depois de pagar. E sabe quantos pagaram por isso? Mais de 4500 pessoas! Eu sou mesmo muito racional ...

domingo, 26 de junho de 2011

Vale a pena ver no DVD
"Desconhecido" conta a história de um médico (Liam Neeson) que, enquanto visitava Berlim com sua esposa (January Jones), sofre um acidente de carro que o deixa em coma. Ao acordar ele descobre que, aparentemente, foi trocado por outro homem, com intenções suspeitas, o que o leva a uma busca caótica para descobrir a verdade, o que acaba envolvendo a misteirosa personagem de Diane Kruger.
Vale a pena ver no cinema 
Em Meia Noite em Paris, Woody Allen presenteia os espectadores com possíveis encontros entre os grandes artistas da história da literatura, artes plásticas e da música, em plena Paris da década de 20. Na trama, o jovem casal Inez (Rachel McAdams) e Gil (Owen Wilson) visitam a cidade. Ele  é um escritor de roteiros de filmes, cansado de escrever para Hollywood. Já ela é prática e quer colher os frutos de ter um futuro marido com estabilidade financeira. A musa é Paris, que inspira não apenas o cineasta, como seus personagens. Imperdível!

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Sabe qual a vantagem de se hospedar em um hotel Ibis? É que quando estamos no quarto, não há diferença entre Paris, Budapeste, São Paulo ou Macaé. E advinhem onde estou? Em Macaé. Como as pousadas de Rio das Ostras estavam lotadas, o jeito foi ficar em Macaé. O que a gente não faz pra ir no Festival de Blues de Rio das Ostras...

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Mulheres Alteradas
O texto é a adaptação de cinco volumes de Mulheres Alteradas, da chargista e cartunista argentina Maitena. Elas representam as figuras femininas, que espelham características de uma mulher universal, cujos assuntos preferidos são corpo, moda, homens, amores, família, filhos, trabalho. Porém, na adaptação brasileira, elas ganham nomes e personalidade. Lisa (Cibele Larrama, que substituiu Adriane Galisteu nesse dia) é separada do marido, mãe de um único filho, inteligente, com preocupações fúteis, porém, em crise por causa de um nódulo que apareceu em um dos seios. Alice (Mel Lisboa, que rouba as cenas) é uma mulher solteira, vive no “mundo da lua”, mas não desiste de encontrar o seu grande amor. Norma (Luiza Tomé), uma executiva pragmática, casada, com dois filhos  e que se depara com uma terceira gravidez. Já Pedro Necessian (que substituiu Daniel Del Sarto nesse dia) ,incorpora vários personagens masculinos sem nomes definidos e repletos de personalidade, os quais prometem criar uma identificação imediata com os homens presentes na plateia. No palco, além dos atores, a peça Mulheres Alteradas conta com a “Banda Alteradas”, um trio feminino que executa canções instrumentais. A peça está no Teatro Clara Nunes, no Shopping da Gávea.

domingo, 12 de junho de 2011

 
Menu comemorativo (minha receita para o dia dos namorados)
Salmão caramelizado com crosta de gergelim
Batatinhas ao forno, com sal grosso e alecrim
Salada de rúcula com alface roxa
Vinho para acompanhar!

domingo, 5 de junho de 2011


O Dia Mundial do Meio Ambiente é comemorado anualmente,no dia 5 de junho , desde 1972, e tem como objetivo ser o principal veículo pelo qual as Nações Unidas estimulam a conscientização ambiental no mundo todo.

Nesta semana, estive em alguns eventos em comemoração à semana do meio ambiente e escutei gente engajada e muito preparada nessa questão de preservação ambiental, desenvolvimento sustentável, consumo consciente, etc.

Destaque para André Trigueiro, o jornalista bonitão competente da Globo News, professor de Geopolítica Ambiental e autor de vários livros, entre eles "Mundo Sustentável". Sua palestra "Construindo um mundo sustentável: o que eu posso fazer?" abriu a Semana do Ambiente de Portas Abertas do INEA.

Outro ponto alto da semana foi a palestra do ator Marcos Palmeiras, organizada pela BR Distribuidora, sobre produção sustentavel. Ele é proprietário da fazenda Vale das Palmeiras, produtora de alimentos orgânicos. Vale a pena conhecer como se deu o início dessa empreitada.

Gostei tanto da palestra sobre produtos orgânicos que fui atrás de lugares que vendem os produtos do Vale das Palmeiras, aqui no Rio. Além do supermercado Zona Sul, tem uma feirinha de orgânicos em Niterói, perto aqui de casa, na Ponto Org.

Convenci o marido a tomar café com produtos orgânicos, no sábado pela manhã. A iniciativa não foi bem recebida, o lugar tem boa intenção, mas não tem preparo para servir bem. O ambiente é simpático, tem feira de legumes e verduras, artesanato, café com produtos orgânicos, palestras sobre o tema, etc. Mas o negócio é mambembe. Você precisa ficar avisando que os produtos precisam ser repostos na mesa do café, você é responsável por retirar a louça suja da mesa que foi usada por outras pessoas, antes de sentar, enfim, a ideia é maravilhosa, já dura 7 anos no lugar (não sei como), mas falta pensar na profissionalização do sonho, até para que a proposta se expanda.

Por falar em produtos bacanas para consumo, descobrimos os Sucos Do Bem, sem conservantes. Uma delícia! Ainda mais caros que os tradicionais, mas sua saúde agradece.

sexta-feira, 3 de junho de 2011


E no final de semana passado rolou ... (Parte II)
Tatyana com Déborah Colker: Ótimo!!!


Deborah Colker buscou inspiração para seu novo projeto em um grande clássico da literatura universal. Tatyana é baseado em Evguêni Oniéguin, o romance em versos de  Aleksandr Púchkin, publicado em 1832.  A montagem de Deborah dá contornos inusitados ao livro. No palco, sobem apenas os quatro personagens principais da trama, além do próprio Pushkin. Em dois atos, a coreografia leva ao palco o próprio Púchkin interagindo com as ações, desejos, pensamentos e transformações psicológicas dos quatro protagonistas de sua obra-prima.
E no final de semana passado rolou...(Parte I)
Pitty no Circo voador: Bom!

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Celebrando a vida
No final de semana comemoramos o aniversário de 4.0 dele. Contratei uma ótima empresa de crepe para o buffet. Enfeitei a casa com flores e velas. O serviço foi impecável e eu recomendo  muitooo o Sabor Divino. Foi muito prático e agradou os amigos do aniversariante. Missão dada, missão cumprida. Que venha a próxima festa!

sábado, 7 de maio de 2011


O show do John Fogerty foi sensacional! Mas, eu confesso que por uns minutos achei que ele tivesse escolhido uma banda alternativa para acompanhá-lo, formada por Vin Diesel, Paulo Ricardo e Zach Galifianakis (saído diretamente de "Se beber não case").  O show só pecou pela falta de organização. Como não havia grade de proteção do palco, o público invadia freneticamente a área vip para chegar mais perto. Os seguranças tentaram manter a ordem, mas sem sucesso. John Fogerty continua mandando muito bem, agitando multidões com as músicas do Creedence, sua ex banda.

terça-feira, 3 de maio de 2011


Hoje foi meu primeiro embarque. E também a primeira vez que entrei num helicóptero. O mar, visto de cima de uma plataforma, é lindo! Cansativo demais, mas valeu a pena.

domingo, 1 de maio de 2011


Buenos Aires na Semana Santa
Enquanto estou ouvindo, da minha varanda, o show do Lulu Santos, no Caio Martins, vou contando como foi o "Tia Renata Tour em Buenos Aires". Foram 4 dias com os meus pais, minha sogra, meu marido, meu irmão e minha cunhada. Era a primeira vez dos meus pais e da minha sogra, então, fiz um roteiro planejando cada passo do grupo, detalhado, para que a viagem não virasse uma bagunça. Mesmo assim, algumas situações desagradáveis acabaram acontecendo, claro, impossível agradar a 7 pessoas, o tempo todo. No terceiro dia da viagem eu pedi demissão do cargo de guia de turismo e deixei rolar, rs... A vantagem é que, desta vez (foi a minha quarta vez) eu acabei indo a lugares que não conhecia, como o Jardim Japonês, os outlets de Palermo, parei na Floralis Generica (que eu só conhecia de passagem) e aproveitei o sol  esparramada naquele jardim lindo, vi meu terceiro show de tango, desta vez no El Viejo Almacén (mas eu continuo preferindo a Esquina Carlos Gardel) ... Enfim, a cidade continua linda (mas os mendigos pelas ruas aumentaram), o câmbio do peso continua sendo uma ótima para os brasileiros, e eu me esbaldei no Buenos Aires Design (comprei muiiitas capas de almofadas que eu adorooo), comprei vários alfajores, algumas bolsas de couro (programinha típico de turista frenético) e claro, fiz um momento de reflexão na loja da MAC do aeroporto (hehehe), para escolher maquiagens. Vida fútil maravilhosaaaa e cada vez mais rara no meu dia-a-dia sério, cheio de compromissos profissionais caretas. Estamos de volta. Acorda, Alice.

terça-feira, 19 de abril de 2011

Feriadão chegando, oba!!!
Viajarei com a família (quase) inteira: pai, mãe, irmão, cunhada, marido e sogra. Vai ser maravilhoso ou traumático ha ha ha. Volto depois para contar. Beijos e até segunda.

sábado, 16 de abril de 2011

Sexto sentido
Ontem fiz um alinhamento energético bacanérrimo. Fui sem acreditar muito na técnica, mas fiquei surpresa com os pontos que surgiram. Muita coisa bateu! Agora vou processar aquilo tudo ... Que essa mulher que eu descobri seja bem vinda! Se você não entendeu este post, leia mais sobre o alinhamento energético aqui. Beijos e bom final de semana!

Colecionando
Estava pensando em fazer uns comes e bebes para os amigos do marido, na comemoração do aniversário de 4.0 dele. Mas, como não tenho, nem pretendo ter, um apartamento com 25 lugares disponíveis para sentar, no dia-a-dia, o que encheria demais a casa com móveis desnecessários, procurei pufes para alugar. Depois de muita pesquisa, já desanimada com os preços, liguei para meu cunhado-fotógrafo-especialista-em-festa, que me deu uma super dica de um lugar onde eu conseguiria comprar, por um valor mais barato do que o aluguel que estavam cobrando por aí. Fui empolgada ao centro de Niterói e, depois de uma negociação, compramos 12 pufes!!! Ok, cada um tem 35 cm, mas são 12! Brancos, pretos e um de zebra. Serão super úteis nas festinhas, vou criar alguns lounges pela casa, na varanda... mas ainda estou pensando onde vou guardar meu estoque de pufes após os festejos. Acho que terei que dar uma festa a cada 15 dias, pra justificar essa maluquice, apoiada pelo aniversariante.

segunda-feira, 11 de abril de 2011


Eu fui no primeiro dia!!! Maravilhoso! Um dos melhores shows da minha vida! Emocionante...  Ainda dá tempo de pegar o último show em Sampa.Vendam tudo,comprem ingressos, vale a pena!

sábado, 2 de abril de 2011

Apresento Doralice, nossa nova aquisição. Estávamos atrás de um cofre para substituir Alonso, nosso antigo porquinho que quebrou. Ela é exigente, só aceita moedas de 1 real. Beijos e bom fim de semana!

quinta-feira, 31 de março de 2011

Maluquice
A natureza anda mesmo estranha ... Hoje, ao entrar no carro, que estava estacionado no centro do Rio, percebi que além da chuva que caía no vidro, lá estava um peixe! Um peixe??? Sim, colado no vidro. Se eu não tivesse testemunha, ia achar que estava na hora de diminuir a dose do psicotrópico que eu consumo.

sábado, 26 de março de 2011

"Tempo, tempo, mano velho, falta um tanto ainda, eu sei, pra você correr macio"
As pessoas deviam nascer com uma bula, com indicação, reações adversas, efeitos colaterais, etc. Isso iria facilitar tanto. Enquanto não mudam o software da criação divina, vamos vivendo no método da tentativa e erro. Às vezes, mais erro que acerto. Mas a intenção é boa. Como eu queria ser os ouvidos do outro, na hora que eu falo. Reflexão do final de semana. Até segunda.

segunda-feira, 14 de março de 2011

Eu prometi no dia do casório, "na alegria e na tristeza, na saúde e na doença" ... daí, hoje fui cumprir parte do combinado e levei o maridón ao médico, ver o que estava acontecendo com aquele ouvido direito, que doeu a noite toda, depois do vôo de ontem. Achei que fosse um certo exagero, porque homem não explica bem o que sente. Entrei no consultório pra ouvir todos os detalhes do diagnóstico, e o ouvido estava bichadíssimo mesmo (no capixabês significa que estava mal mesmo, lesão séria, quase que o tímpano foi perfurado). Enfim, depois de horas de espera pela consulta, audiometria, etc ... finalmente saímos no meio da tarde pra almoçar, comprar todos os remédios do tratamento e andar no novo bairro. Gostei do que eu vi, estou satisfeita com os arredores da casa nova.  

domingo, 13 de março de 2011

Às vezes a convivência familiar se torna uma tarefa árdua,sendo necessário um afastamento. Estou entrando em férias familiares por 30 dias. Campanha pela vida,cada um com seus problemas. Minha fase caverna está de volta.

sexta-feira, 4 de março de 2011

Mimos que fazem bem
Eu tenho um arrumador oficial de armários. Ontem ele esteve na casa nova e deixou meu armário impecável! Tira tudo, passa, organiza, repensa a distribuição dos espaços, enfim, vale cada centavo que ele cobra.Quando eu falei isso no meu trabalho, as moças amaram a ideia, pediram contato, etc... e os meninos ficam chocados pensando como pode alguém dar valor a isso. Na semana que vem ele irá dar uma ordem nos armários da cozinha e lavanderia. Recomendadíssimo!

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Ontem a mudança foi feita. Foram 8 horas de embala-transporta-desembala. A faxineira passou dois dias aqui pra deixar o apto limpo de pó de obra, para receber nossas coisas. Hoje acordamos com o sol de 7h da manhã, porque as cortinas ainda não foram instaladas. Neste momento, estou sentada no canto da sala, enquanto vejo 7 funcionários da TokStok montando um sofá, que não entrava no elevador e veio pela escada (18 andares). Além deles, 2 eletricistas estão na cozinha, instalando uma fita led, para iluminar o armário (invenção da arquiteta). Mais 2 vidraceiros estão instalando o espelho no banheiro social. O marceneiro trouxe 5 pessoas para ajudá-lo a instalar o que faltava. Então, são 16 pessoas transitando em cima do meu piso de porcelanato branco, ao mesmo tempo, chamando a gente para resolver onde instalar isso ou aquilo. Já ouvi  "dona Renata"umas quinhentas vezes nesta manhã. Que Nossa Senhora da Arrumação nos proteja.

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011


Mudanças
Ontem foram embora o fogão e o micro-ondas (não curto escrever esta palavra com hifen). Amanhã, os novos donos buscarão o sofá e a cama do quarto de visitas. Isso faz parte da troca de alguns itens para a casa nova, que ainda não está totalmente pronta. Mas se esperasse que tudo se ajustasse 100%, a mudança não aconteceria tão cedo (se é que "cedo" é uma boa palavra, após 3 meses de obra). A partir da próxima semana sentirei falta de Ipanema, claro. Foram quase dois anos de pura diversão. A Lagoa e o posto 9 funcionavam como o quintal da minha casa. Gente bonita, bons restaurantes, bares bacanas. Foi muito muito bom enquanto durou. Agora, precisamos respirar outros ares, dar adeus ao aluguel caro e começar a construir um novo lar, finalmente nosso. Um pouco mais distante, claro. Ter espaço tem um preço. A reforma do novo apê foi um parto. Eu nem contei os detalhes, porque o tempo era curto e os aborrecimentos muitos. Depois desse processo, a única pessoa que eu recomendo de olhos fechado é a minha arquiteta (a única que merece um link). Boa surpresa. Fora isso, nenhum fornecedor foi fiel ao contratado. Muitos pepinos, abacaxis (eu diria que a feira inteira) aconteceram nesses últimos meses. Não recomendo (seja por prazo ou serviço mal executado): Madeirol (armário), MGR (mármores e granitos), Amoedo, Santa Sofia (revestimentos), Colortil (pastilhas), meu pedreiro (essa criatura me tirou do sério várias vezes e foi responsável por algumas noites mal dormidas). Toda delicadeza que eu prego nas relações diárias eu tive que abrir mão e concordar com meu marido que, diante de fornecedores de carater duvidoso, a melhor solução era a baixaria. E assim foi feito. Ameaçamos chamar a polícia algumas vezes, para algumas entregas acontecerem. Eu sempre disse que gostava de reformas, mas depois dessa, vou repensar essa minha vontade de quebrar paredes. Antes da mudança acontecer, farei umas fotos de antes e depois, para vocês perceberam a transformação do espaço. Beijos e bom fim de semana!

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Eu estava até querendo ir, mas no DISCO Voador? Medo!!!

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011