segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Há duas semanas meus pais viajaram e estou com os domingos livres, sem os compromissos familiares habituais. Enquanto eles se divertem percorrendo os Santuários Marianos pela Europa afora, eu vou preenchendo meu domingo fazendo coisas que eu curto. Aproveitei o último domingo para ir ao teatro. Em passagem relâmpago pelo estado, Rafinha Bastos e A ARTE DO INSULTO. Um solo de stand-up comedy que me fez chorar de tanto rir. O sujeito é talentoso e vale muito a pena. O centro de convenções de Vila Velha lotou! Como não arrumei companhia, vesti a coragem de mulher independente e fui sozinha. Amo meus amigos (as), nossas afinidades passam por valores parecidos, companhia para as horas difíceis e também para conversas bem humoradas durante um carteado, pela cumplicidade de quem convive comigo desde os tempos da faculdade.... mas, no meu grupo, poucos compartilham meu gosto musical (rock e blues), a paixão por viagens (incluindo neste caso, além da paixão, disponibilidade de tempo e $), o prazer de jogar tênis e frescobol e meu vício pelo teatro. Por conta disso, já ouvi algumas vezes de amigos que eu "não gosto de quase nada, que tinha que ser mais flexível, eclética". Não é isso. Eu gosto de muitas coisas, só que diferentes do gosto das pessoas que eu convivo. E, hoje, não saio mais de casa pra fazer um programa que não vai me dar prazer. Vocês podem estar pensando que, neste caso, ter namorado/ marido/ ficante poderia ser a solução. Depende. Só é solução se o cara for parceiro e/ou gostar de coisas parecidas. Já fiquei sabendo de um casal que enquanto o mocinho queria ir pra Milho Verde (jogue no google pra saber onde fica) fazer trilha, a mocinha pensava em fazer compras em Nova York (piada interna). Então, temos que comemorar cada vez que encontrarmos "nossos pares" por esse mundo afora. Pessoas que se entendem no olhar e possuem paixão por coisas parecidas. Por falar em coisas que eu gosto, Titãs e Paralamas no próximo sábado! E carteado na sexta, adoro! Boa semana!

4 comentários:

Dona Lele disse...

Pior é saber que mais de uma pessoa conhece milho verde.
Só nao vou no show hoje porque trabalho amanha, mas eu certamente sou mais ecletica que voce..hehehe

Terapia disse...

Mas eu não sou eclética ... tentei me enganar por uns anos mas desisti de ser flexível musicalmente falando. Bjss.

Anônimo disse...

"pusta" show ein tw? :))

bjk

Tw

Renata disse...

Isso é paulistês? rs... No capixabês, o show foi massa! Bjks.