segunda-feira, 24 de setembro de 2007

Não existe uma fórmula única para ser feliz. Se a tal pílula inibidora de emoções descrita em "Admirável Mundo Novo" fosse possível, nós entraríamos na farmácia e pediríamos dois vidros para o atendente. Algumas pessoas até tentam neutralizar a infelicidade com um lexotan aqui, um floral ali e algumas biritas acolá. Cada um tem sua receita para sentir-se melhor. Mas uma coisa que eu acredito valer muito é a energia positiva em tudo que a gente faz (não, eu não li O Segredo). O mundo é feito de energia, e cada vez que alguém acorda mal humorado porque não ganhou na mega sena e tem que sair cedo pro trabalho, chuta o cachorro, entra de cara feia no escritório onde todos se odeiam, murmura um xingamento contra o chefe, olha a pilha de relatórios inacabados em cima da mesa, reclama da vida, acha que o mundo está contra, começa a achar que seu colega de trabalho está com um complô pra tomar seu lugar, sai pra pagar contas, enfrenta uma super fila no banco, reclama novamente, deseja ter outra vida, imagina que fulano é feliz porque tem mais dinheiro, que seu dia ainda vai chegar, que essa uruca há de passar... (blá blá blá), sinto muito, mas a vida não vai melhorar. Muita gente ainda fica com uma certa felicidadezinha ao saber que um amigo se deu mal no emprego, ou que o relacionamento afetivo do outro vai mal, pra poder se justificar e continuar vivendo aquela vida nem tão feliz, nem tão satisfatória, nem tão agradável, mas que não dá trabalho porque não envolve mudança. Essa tal melancoliazinha que causa inércia é a preferência de muita gente. Enfim, é pouco provável que a vida dessa pessoa melhore. Esse tema sempre cai na vala da auto-ajuda, mas precisa ser dito. Ser feliz não é se justificar na infelicidade alheia. Todo pensamento é formado de energia e conforme pensamos moldamos essa energia de acordo com nossas emoções, definindo sua intensidade. O nosso subconsciente além de ter a capacidade de modificar nossas atitudes, também atua no que está a nossa volta, realizando aquilo que foi planejado por nós. Todas as sensações sejam de alegria, medo ou raiva partem de um pensamento. Quando fantasiamos, por exemplo, teremos como resultado final uma frustração. O sonho ou a fantasia de um marido ideal ou um príncipe encantado de contos de fadas, sempre acabou em frustração ou solidão, pois tal pessoa não existe. O mesmo ocorre com o emprego ideal, com a mulher nota 10, com o filho perfeito, e pior ainda quando comparamos algo ou alguém com um sonho, com algo tão perfeito que não existe em ninguém. A realidade não está nos livros de romance que lemos, mas sim no nosso dia a dia, escolher o melhor para nós é nosso dever, para isso basta fazer por merecer as coisas boas da vida, as fantasias sempre acabam em frustrações e afetam nosso sistema imunológico. Muitas vezes temos a pretensão de mudar as coisas para satisfazer-nos, e daí para frente tudo dá errado, pois a pretensão é oposta a realização. Uma pessoa não vai deixar de ser ela mesma só para satisfazer um capricho seu, nem a empresa que você trabalha vai se adequar naquilo que é melhor para você. Isso é pretensão e não pensamento positivo, pois não tem o princípio ativo que é a realização, enquanto você faz um esforço tremendo para mudar uma realidade os outros fazem um esforço natural para mantê-la. É aceitar que aquele seu colega de trabalho não vai com a sua cara e quer mesmo puxar seu tapete, e por isso você terá um pouco mais de trabalho para reverter isso. Ele pode não virar seu melhor amigo, mas vai te respeitar. É parar de reclamar e começar a agir. Deixa de dizer que vale muito mais do que te oferecem, e começar a buscar soluções possíveis. Muita gente quer solução sem ação. Não existe bônus sem ônus. Quer que o grande emprego apareça, mas não quer passar pelo sacrifício de estudar nos fins de semana. Quer que o príncipe encantado bata na porta de casa, mas continua investindo em “ficantes” sem futuro, quer ter o corpo lindo e sarado, mas continua comendo porcaria diariamente e adiando o início de alguma atividade física. Reclamar que o mundo está contra tudo não melhora a situação. É energia gasta inutilmente com tanta lamentação. Pessoas positivas se reconhecem, se entendem, se ajudam. Os pensamentos resistentes (do tipo eu não mereço, isso não é para mim, eu não consigo, eu já tentei, etc) ou os pensamentos conformistas (do tipo eu nasci assim, isso é Karma, etc) só levam ao fracasso. O melhor remédio para isso é assumir a própria fraqueza, e começar a pensar que “se o mundo todo está contra mim, é provável que eu esteja contra o mundo”. Novos mapas mentais, novas formas de pensar, agir e reagir contra a si mesmo e contra a vida são necessários na busca do que realmente vale à pena: ser feliz. (Fonte: alguns trechos foram adaptados de http://www.alemdeeducar.com.br/)

9 comentários:

Tia Bibi disse...

Vc é minha ídola amiga!
Exxxxxcelente o texto.

P.s. Obrigada pela força, sempre.

Anônimo disse...

Cultura inútil (adoro! rs):
Sim, o mundo é feito de energia!!!
Einstein provou isso há mais de 100 anos, com a publicação da sua famosa, mas quase incompreensível p/ a maioria de nós (como eu), "teoria da relatividade", que em sua síntese comprova que não há matéria sem energia (E= m.c²), ou seja, tudo que existe e é conhecido no mundo, por mais sólido que possa parecer (ferro, seres vivos, água, ar,...), só existe porque possui energia. Quando a energia deixa de existir, a matéria desaparece. Daí tb decorre a teoria do “Big Bang”: onde uma grande explosão de energia pura teria dado origem à matéria.
A quem interessar: http://pt.wikipedia.org/wiki/Teoria_Especial_da_Relatividade
Sei q não tem relação com o assunto principal do texto, mas eu não me agüentei! rs
bjs
Magali

Terapia disse...

Precisamos retornar com a jogatina de Master o mais rápido possível. Esse seu talento precisa ser mais utilizado ;-))) Bjocas.

Anônimo disse...

Por favor...eu tb quero muito jogar!
Vamos marcar p/ esta semana? sexta ou sábado?
bjs
Magali

Renata disse...

Vamos, vamos, vamos!!! Pode marcar. Bjs.

Anônimo disse...

Excelente texto amiga, como todos!!
Eu também quero muito jogar, estou com saudades de quando faziamos isso!!!!
Bjuss.

Áthila disse...

Realmente, a felicidade é fundamental...Num mundo onde tudo é adquirido via capital, vende-se até mesmo cardápios de felicidade,...uma pitada de um veículo importado, uma fatia de uma conta na suiça, uma porção de iates, tudo temperado com beldades da televisão...

Que nada! Faça o que gosta e viva do jeito que você quiser, desde que não prejudique os outros...Padrões e fórmulas mágicas são feitos para serem contrariados.

terapia disse...

Tá certíssimo.Pra que um carro importado se vc tem um tchutchuco que te pega em casa? Pra que uma uma conta na Suíça, se um cartão de crédito nacional ilimitado te resolve? Pra que uma porção de iates, se vc só precisa de apenas um?...rs. Adorei a visitinha, volte mais vezes, tá? bjks.

SACO PRETO disse...

AI AI.. O AMOR É LINDO! HAHAHAHA..
SORRY, AMIGA.. NAO RESISTI!