sábado, 5 de abril de 2008

Rapidinhas
Então, vamos atualizar com as notícias dos últimos dias. Não que eu tenha obrigação de postar sempre, porque isso aqui é diversão, mas é um tédio abrir um blog abandonado, com post velho. O motivo do sumiço é a super carga extra de trabalho. To cheia de prazos pra cumprir antes do início das minhas férias (sim! faltam 24 dias!). Ok, serão férias mais curtinhas, mas o que vale é que o meu estresse vai diminuir e eu não precisarei sair correndo pela porta do escritório, rasgando a roupa pelo estacionamento. Foi essa ameaça que eu fiz na sexta pra minha chefe e ela aceitou priorizar minha lista de 537 coisas pra fazer. Às vezes você precisa fingir de doido pra não ficar doido de fato. Depois de já estar deitada para dormir, eu tenho levantado pra anotar coisas que tenho que fazer no dia seguinte. Isso pode ser normal para algumas pessoas, não para mim. Minha caixinha de olcadil que meu homeopata receitou já está quase no final.

Mas, então, nos últimos dias tivemos de bom:

1) Bota fora do JM: Marcos, quando eu crescer quero ser assim como você - inteligente e doutorando (a) da USP. Eu ainda acho a vida muito curta pra se fazer um doutorado em Química hehehe.


2) Final de semana em Sampa: aproveitando uma das 'promos' aéreas, levei mamãe pra passar o fim de semana em Sampa. Delícia total: Igreja de São Bento, com cantos gregorianos (linda!), muitas coisinhas gostosas pra comer (o pão de mel com recheio de geléia de damasco e cobertura de chocolate é imperdível!), passeios na feira da Liberdade, compras de roupitchas no Bom Retiro, a estação da Luz que é linda, muitas andanças em shoppings. Enfim, foi mais tour de compras pra agradar minha companheira de viagem. Museu, teatro e balada na Vila Madalena ficarão para uma próxima (espero não tão distante) ida.

3) Rock'n' roll: depois da passagem por Vitória daquela bandinha de axé pouco significante (um tal de Asa de Águia que toca a mesma música desde o descobrimento do Brasil, whatever...), fui em busca de vestígios de rock pela cidade. A Pitty me salvou. O show foi ótimo, embora bem curto, 1 horinha de alegria. O que me animou foi ver uma galera de sub 17 curtindo rock. Ainda existe luz no fim do túnel. Vida longa ao rock'n' roll! Agora então, que a Pitty está grávida do baterista do NxZero, nascerá um "emozinho" sendo embalado antes de dormir por "Razões e emoções" e "Equalize". Que lindo.

4 comentários:

Teacher disse...

Sabe, modéstia é uma qualidade que eu ainda não tinha percebido em você...rs! O doutorado fica mais fácil quando se tem gente especial por perto passando energia positivíssima! Além disso muitos outros shows de Rock certamente virão para completar a dose energética necessária...até o próximo!

Renata disse...

Quanto ao show de rock, verdade! Muitos outros virão. Talvez mais para vc, agora em Sampa, do que para mim, moradora desta pequena ilha.

E quanto à modéstia, sou apenas uma pessoa comum, de hábitos simples, "sem parentes importantes e vinda do interior". Nossa, deu quase uma música do Belchior ha ha ha.

Bjs querido, até breve.

Dona Lele disse...

Aqui, mais respeito com Durvalino, que ele me proporciona momentos excelentes. E viva o rock n'roll

Renata disse...

Putz, esse seu comentário me lembrou outra bandinha ruinzinha que toca "Durvalino meu Rei", um tal de Chiclete... Ôoo, Lelê, assim vou ter que tomar plasil pro enjôo...heheheh. Brincadeira ;-)